Iniciativas PCP

Decorreu no passado dia 4 de Novembro, no Centro de Trabalho do PCP em Stª Mª da Feira, um plenário de militantes que procedeu à avaliação do actual momento político, bem como do balanço das eleições autárquicas e da intervenção futura do Partido.

Tiago Vieira, membro do Comité Central do PCP, presente neste plenário, enquadrou este debate numa perspectiva nacional, com a análise dos resultados eleitorais globais em que, não obstante o recuo e a perda de diversas autarquias, continuam a confirmar o projecto distintivo da CDU e são factores de confiança para a acção futura. Isso mesmo foi salientado pelo próprio, a propósito da proposta de Orçamento de Estado de 2018, em que se regista, com a contribuição decisiva do PCP, novos avanços na defesa, reposição e conquista de direitos. No entanto, está ainda distante das possibilidades reais de responder a muitos dos problemas do país. Vulnerabilidades que ficaram aliás bem patentes no verão passado com as tragédias ocorridas, a que não são alheias a falta de medidas do Governo PS, há muito reclamadas pelo PCP. Motivos acrescidos para uma acção persistente do Partido no debate do orçamento na especialidade que se vai seguir. Mas também na luta e na mobilização do povo e dos trabalhadores, com realce para a manifestação do próximo dia 18 de Novembro da CGTP em Lisboa.

Vários militantes, nas suas intervenções, corroborando os aspectos essenciais da análise feita, manifestaram igualmente as suas preocupações pela complexidade da actual situação, em que teve e tem particular incidência o papel da comunicação social nacional e mesmo local, com múltiplos e repetidos exemplos de discriminação em relação ao PCP e à CDU. Alguns dos factores que terão contribuído para a perda de votação da Coligação no Concelho, embora se tenham mantido os seus eleitos e conquistado, depois de muitos anos, um novo mandato em Fiães.

O plenário assumiu o compromisso não só de intensificar a acção persistente dos militantes e dos eleitos em defesa dos trabalhadores e das populações feirenses, mas também de reforçar a organização como meio de potenciar e alargar aqui a influência política e eleitoral do PCP e dos seus aliados.

Teve lugar no final desta reunião um animado magusto.

Stª Mª da Feira, 9 de Novembro de 2017
Comissão Concelhia de Stª Mª da Feira do PCP

Para assinalar o 96.º aniversário do PCP em Stª Mª da Feira decorreu no passado sábado, num restaurante do Concelho, um jantar comemorativo em que participaram largas dezenas de militantes e amigos do Partido.

Num breve improviso, Filipe Moreira, dirigente regional e concelhio do PCP, depois de saudar e agradecer a presença de todos, enfatizou o particular significado da iniciativa e da própria celebração, dado tratar-se de um Partido que, ao longo de quase um século de existência e mesmo nas mais difíceis condições no período negro do fascismo, sempre lutou pela liberdade e pela democracia em defesa dos trabalhadores e dos mais desfavorecidos. Mas não deixou, de igual forma, de apontar as grandes tarefas e iniciativas que se avizinham no actual momento político extremamente exigente e complexo.

Seguiu-se a intervenção de Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu que, além das referências à génese e criação do Partido, obra do operariado português e sob o forte impacto da revolução russa de 1917, cujo centenário este ano se comemora, destacou o papel indispensável e insubstituível dos comunistas na luta anti-fascista e na criação de condições para a Revolução de Abril em 1974. Papel e intervenção, como salientou, que foram decisivos na defesa e consolidação da democracia e que, sobretudo após as últimas eleições legislativas, proporcionaram uma nova fase da evolução política, permitindo alguns avanços e reposição de direitos, ainda que limitados, para a generalidade dos trabalhadores e dos reformados. Por isso, exortou, no final, ao reforço da participação e da luta, como meio determinante para romper com os actuais constrangimentos da União económica e monetária a que o Governo PS está amarrado e construir uma verdadeira alternativa com uma política patriótica e de esquerda.

Foi assim num ambiente caloroso e de grande confiança que se apagaram as velas dos 96 anos do Partido Comunista Português e se cantaram os parabéns ao aniversariante.

Stª Mª da Feira, 21 de Março de 2017

Comissão Concelhia de Stª Mª da Feira do PCP.

Integrado na preparação da X Assembleia Regional de Aveiro do PCP, do próximo dia 25 de Março, teve lugar, no sábado passado, um plenário conjunto das organizações concelhias de Stª Mª da Feira e Castelo de Paiva, com a participação de algumas dezenas de militantes.

A mesa que dirigiu este plenário, constituída pelos membros da DORAV Filipe Moreira, Luís Quintino e Manuela Silva, começou por enquadrar a convocação do órgão máximo do Partido no Distrito de Aveiro no actual e exigente momento político, apresentando em simultâneo as linhas essenciais do projecto de resolução posto a apreciação e debate.

Seguiu-se um vivo e diversificado conjunto de intervenções, que manifestaram não só as preocupações pela complexidade da situação internacional e pela ofensiva ideológica do imperialismo, por via da reescrita da história e do anti-comunismo mais primário, mas salientando igualmente, com redobrada confiança, os avanços e a reposição de direitos já alcançados, ainda que limitados, fruto da nova correlação de forças na Assembleia da Republica, com o contributo decisivo da luta dos trabalhadores e do PCP. 

Os muitos problemas sociais e estruturais dos Concelhos de Stª Mª da Feira e Castelo de Paiva foram de igual modo, ao longo do debate, equacionados e denunciados pois, não obstante as suas naturais diferenças, ambos continuam a registar défices gritantes em matéria de rede viária e transportes públicos, acesso a serviços essenciais e ao próprio meio ambiente, e que comprovam amplamente a análise feita no citado projecto de resolução.

O plenário, a par da eleição dos delegados respectivos na X Assembleia Regional, expressou ainda total empenho e determinação no êxito das múltiplas tarefas e iniciativas que se avizinham, nomeadamente as comemorações do 8 de Março – Dia internacional da Mulher – e do 96 º Aniversário do PCP, além do 25 de Abril e do 1º de Maio, bem como a preparação das eleições autárquicas com o objectivo do reforço das posições e influência eleitoral da CDU nestes dois Concelhos.

 

Stª Mª da Feira, 6 de Março de 2017

Comissões Concelhias de Stª Mª da Feira e de Castelo de Paiva do PCP